Sections
Return to News Categories

ALL NEWS SECTIONS:
MOST POPULAR SECTIONS:
Cattle - Hogs / Livestock News
Interest Futures News
Metals Futures News
Reports: Crops, CFTC, etc
Soft Commodities News

Futures and Commodity Market News

CHINA: Estatais limitam uso do aplicativo de mensagens da Tencent - DJ News

Nov 25, 2021 (Grupo CMA via COMTEX) --

São Paulo, 25 de novembro de 2021 - Algumas empresas estatais chinesas estão restringindo seus funcionários de utilizar o aplicativo de mensagens domésticas da Tencent, citando preocupações de segurança, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto. As informações são da agência de notícias "Dow Jones". Só nesta semana, gestores de pelo menos nove empresas estatais, incluindo algumas das maiores do país, como China Mobile, China Construction e China National Petroleum Corp, orientaram seus funcionários a removerem todos os grupos de bate-papo do Weixin - aplicativo de mensagens domésticas dominante da Tencent na China - porque poderiam conter informações confidenciais. Segundo algumas pessoas, gestores das estatais também ordenaram que os funcionários fossem cautelosos sobre o uso do Weixin, que é o aplicativo irmão doméstico do WeChat, para comunicações relacionadas ao trabalho. As empresas não divulgaram publicamente nenhuma preocupação de segurança sobre o Weixin. A mudança ocorre à medida que Pequim intensifica seu controle sobre gigantes da internet, incluindo a Tencent, empresa mais valiosa da China, bem como a prática de coleta de dados dos usuários. "Muitas empresas em todo o mundo estão se movendo em direção a softwares corporativos para atender às suas necessidades internas de comunicação", disse a Tencent em comunicado, acrescentando que a empresa oferece como solução o WeCom, um aplicativo de colaboração de escritórios. Ontem, o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China (MIIT) disse às lojas de aplicativos que a Tencent deve obter aprovação do governo antes de atualizar aplicativos existentes ou lançar quaisquer novos aplicativos, de acordo com um aviso ministerial revisado pelo The Wall Street Journal. A Tencent disse ontem que coopera regularmente com agências governamentais para garantir a norma regulatória. O MIIT encaminhou ao jornal a uma reportagem anterior da mídia estatal na qual confirmou a informação divulgada. China Mobile, China Construction Bank e China National Petroleum não responderam aos pedidos de comentários. No último ano, a China lançou uma série de medidas regulatórias voltadas para o poderoso setor de tecnologia do país. A Tencent, uma gigante do setor, foi atingida por novas restrições do governo no limite diário de tempo para menores jogarem online. Enquanto isso, os reguladores em julho bloquearam a oferta da Tencent de combinar duas grandes plataformas de streaming de jogos. O presidente da Tencent, Martin Lau, disse em novembro que as regulações mais severas na China são o novo normal e estão para ficar. Com alcance em todos os aspectos da vida chinesa e resmas de dados sobre seus usuários, essas empresas têm uma posição única na sociedade o que poderia desafiar o desejo do Partido Comunista de monopolizar informações. A gigante do e-commerce Alibaba e a empresa de serviços móveis Meituan foram multadas por práticas antitruste, enquanto a fintech Ant Group teve seu IPO interrompido nas bolsas de Xangai e Hong Kong no final do ano passado. O serviço de caronas Didi, por sua vez, passa por uma revisão de segurança cibernética há meses. Copyright 2021 - Grupo CMA

comtex tracking

COMTEX_397733168/2574/2021-11-25T16:40:17

Please read the End User Agreement.
By accessing this page, you agree to the terms and conditions of the End User Agreement.

News provided by COMTEX.


Extreme Futures: Movers & Shakers

Hottest

Actives

Gainers

Today's Hottest Futures
Market Last Vol % Chg
Loading...

close_icon
open_icon