Sections
Return to News Categories

ALL NEWS SECTIONS:
MOST POPULAR SECTIONS:
Cattle - Hogs / Livestock News
Interest Futures News
Metals Futures News
Reports: Crops, CFTC, etc
Soft Commodities News

Futures and Commodity Market News

CÂMBIO:Dólar oscila sem direção única atento ao exterior e à política local

Feb 23, 2021 (Grupo CMA via COMTEX) --

São Paulo, 23 de fevereiro de 2021 - O dólar comercial opera sem direção única frente ao real desde a abertura dos negócios, mas ensaia um viés de queda após o estresse da véspera em dia negativo no exterior e com investidores reagindo às decisões do presidente Jair Bolsonaro em relação a Petrobras. Lá fora, investidores aguardam novos avanços no pacote de estímulos nos Estados Unidos, enquanto aqui, o mercado espera as definições em torno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial. Às 9h53 (de Brasília), a moeda norte-americana oscilava em leve queda de 0,05% no mercado à vista, cotada a R$ 5,4510 para venda, enquanto o contrato com vencimento em março caía 0,30%, a R$ 5,4530. Lá fora, o Dollar Index subia 0,14%, aos 90,139 pontos. Ontem, as negociações em torno da aprovação do pacote de estímulo fiscal de US$ 1,9 trilhão avançaram na Câmara dos Deputados norte-americana. "Segundo o líder da maioria democrata no Senado, a proposta pode ser aprovada nas casas [Câmara e Senado] antes do dia 14 de março, quando expiram os benefícios emergenciais relacionados ao pacote anterior", comenta a equipe econômica do Bradesco. Aqui, segundo os analistas da corretora Commcor, o pano de fundo segue de cautela acompanhando a continuidade da aversão ao risco no exterior, e com investidores locais "aguardando ansiosamente" por algum pronunciamento do ministro da Economia, Paulo Guedes. Hoje, ele participa de dois eventos. "Guedes não se pronunciou oficialmente sobre o ocorrido na Petrobrás, sendo esperado que hoje toque no assunto, mesmo que superficialmente. Querendo ou não, o mercado quer sentir o momento do ministro, não sendo descartável o receio, mesmo que tímido, de uma possível saída dele do governo tendo em vista as afrontas à sua agenda liberal", avaliam os analistas da corretora. Ainda no cenário doméstico, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, prometeu ontem que a PEC Emergencial irá para votação na quinta-feira, sendo aprovada ainda em março, assim como o Orçamento de 2021 e avanços nos trâmites da reforma administrativa. Para o economista-chefe da SulAmérica Investimentos, Newton Rosa, a promessa de votação da PEC Emergencial deve evitar quedas "mais intensas" que ontem. "O real deve se desvalorizar ante do dólar, pelo movimento global e pela situação ainda delicada no Brasil. Mas o mercado deve ficar atento a novas intervenções do Banco Central", diz. Flávya Pereira / Agência CMA Copyright 2021 - Grupo CMA

comtex tracking

Please read the End User Agreement.
By accessing this page, you agree to the terms and conditions of the End User Agreement.

News provided by COMTEX.


Extreme Futures: Movers & Shakers

Hottest

Actives

Gainers

Today's Hottest Futures
Market Last Vol % Chg
Loading...

close_icon
open_icon