Sections
Return to News Categories

ALL NEWS SECTIONS:
MOST POPULAR SECTIONS:
Cattle - Hogs / Livestock News
Interest Futures News
Metals Futures News
Reports: Crops, CFTC, etc
Soft Commodities News

Futures and Commodity Market News

CÂMBIO:Perto do fim da sessão,dólar opera de lado c/ajuste local e exterior

Jun 10, 2021 (Grupo CMA via COMTEX) --

São Paulo, 10 de junho de 2021 - Na reta final dos negócios, o dólar comercial opera de lado, sem rumo único, em meio à ajuste doméstico e com o exterior, onde as moedas de países emergentes voltaram a subir ante a divisa norte-americana, com investidores se preparando para as decisões de política monetária dos bancos centrais dos Estados Unidos e o brasileiro na semana que vem. Às 16h36 (horário local), o dólar à vista oscilava na estabilidade (-0,01%), cotado a R$ 5,0700 para venda, enquanto o contrato para julho subia 0,11%, a R$ 5,0800. Lá fora, o Dollar Index tinha leve queda de 0,08%, aos 90,047 pontos. O economista da Nova Futura Investimentos, Matheus Jaconeli, destaca que o movimento volátil do dólar no mercado local "basicamente" acompanhou as moedas emergentes e ligadas às commodities que operaram mistas na sessão, com o peso mexicano "transitando" nos campos positivo e negativo. "Lá fora, há uma correção e o dólar tentou recuperar um pouco da perda no mês. Por mais que a inflação dos Estados Unidos tenha vindo acima do esperado e na comparação anual também, o mercado mostra uma certa aceitação da política monetária adotada pelo Fed [Federal Reserve, o banco central norte-americano]", avalia. Em meio à reação limitada com a alta de 0,6% em maio, na comparação com abril, enquanto analistas esperavam alta de 0,5% da inflação norte-americana, Jaconeli diz que o mercado espera o mesmo discurso do Fed, com a "retórica de inflação transitória". O economista acrescenta que no cenário doméstico também há um ajuste e até "uma antecipação" já que na próxima semana, caso o Banco Central (BC) eleve a taxa básica de juros (Selic) em 0,75 ponto percentual, deverá ter um movimento de entrada de dólares. "Na semana que vem, poderemos ver um bom fluxo de entrada de recurso estrangeiro com a taxa de juros em 4,25% [ao ano]", diz, acrescentando que "em resumo, o mercado está de lado" à espera das decisões dos Bancos Centrais e com a falta de notícia "mais forte" que faça o dólar ter movimentos bruscos. Flávya Pereira / Agência CMA Copyright 2021 - Grupo CMA

comtex tracking

COMTEX_388108637/2574/2021-06-10T16:00:43

Please read the End User Agreement.
By accessing this page, you agree to the terms and conditions of the End User Agreement.

News provided by COMTEX.


Extreme Futures: Movers & Shakers

Hottest

Actives

Gainers

Today's Hottest Futures
Market Last Vol % Chg
Loading...

require_once('footer.inc'); ?>