Sections
Return to News Categories

ALL NEWS SECTIONS:
MOST POPULAR SECTIONS:
Cattle - Hogs / Livestock News
Interest Futures News
Metals Futures News
Reports: Crops, CFTC, etc
Soft Commodities News

Futures and Commodity Market News

IBOVESPA: Bolsa cai puxada pelo bancos, exterior e política (amplia)

May 04, 2021 (Grupo CMA via COMTEX) --

Acrescenta a partir do terceiro parágrafo e atualiza cotações São Paulo, 4 de maio de 2021 - A Bolsa mantém firme no campo negativo acompanhando os índices acionários em Nova York que apresentam movimento de queda por realização de lucros. Aqui no Brasil, os papéis do setor financeiro também pressionam o Ibovespa, principalmente do Itaú, que após a boa performance ontem estão devolvendo os lucros. Por volta das 16h20(horário de Brasília), o principal índice da B3 caía de 1,30%, aos 117.657,99 pontos. As bolsas norte-americanas Nasdaq e S&P 500 apresentam queda de 2,34% e 1,00% respectivamente. O índice Dow Jones perde 0,29%. Para Bruno Komura, estrategista de renda variável da Ouro Preto Investimentos, no mercado externo está ocorrendo uma rotação entre as áreas. "Os setores que se beneficiaram com a pandemia e subiram bastante, como o de tecnologia, agora estão realizando os lucros. Os investidores estão saindo desses papéis e migrando para as ações que perderam como de varejo e bancos", comenta. Outro fator que ajudou na queda foi o adiamento da leitura do relatório da reforma tributária, na comissão mista do Congresso, pelo deputado e relator da proposta Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) para o dia 11 de maio, disse uma fonte que não quis se identificar. O Ibovespa está acompanhando o movimento negativo no exterior e "os bancos que foram muito bem ontem estão devolvendo os lucros", afirma Vicente Matheus Zuffo, fundador e CIO da Chess Capital. Os papéis do setor financeiro caem: Itaú (ITUB4) perdem 4,39%; Bradesco recuam (BBDC 3 BBDC4) 2,87% e 2,89%, respectivamente; Santander (SANB11) baixam 2,57% e Banco do Brasil (BBAS3) apontam retração de 1,57%. O mercado segue atento ao depoimento do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. "O depoimento do Mandetta pode ter afetado o mercado, mas as respostas nesta linha que adotou já eram esperadas", afirma o estrategista de renda variável da Ouro Preto Investimentos. Hoje ainda será ouvido o ex-ministro Nelson Teich e Eduardo Pazuello irá depor em 19 de maio. Soraia Budaibes / Agência CMA Copyright 2021 - Grupo CMA

comtex tracking

Please read the End User Agreement.
By accessing this page, you agree to the terms and conditions of the End User Agreement.

News provided by COMTEX.


Extreme Futures: Movers & Shakers

Hottest

Actives

Gainers

Today's Hottest Futures
Market Last Vol % Chg
Loading...

close_icon
open_icon